Sa√ļde Febre Maculosa

Ministério da Saúde atualiza para 53 os casos de febre maculosa, com 8 mortes

Pasta diz que estoque de medicamentos √© suficiente para tratar doença

Por Redação

16/06/2023 às 10:06:25 - Atualizado h√°

O Ministério da Sa√ļde atualizou para 53 o n√ļmero de casos de febre maculosa confirmados este ano no pa√≠s, com oito mortes registradas. Todos os óbitos ocorreram na Região Sudeste -- seis em São Paulo, um em Minas Gerais e um no Rio de Janeiro. Quanto ao n√ļmero de casos, a maior concentração de ocorr√™ncias é verificada nas regiões Sudeste (30) e Sul (17).

Segundo a pasta, no geral, os casos aparecem de maneira espor√°dica. A transmissão da febre maculosa ocorre somente por meio do contato com o carrapato estrela infectado pela bactéria do g√™nero Rickettsia. Não h√°, portanto, transmissão de pessoa para pessoa. "O tratamento oportuno é essencial para evitar formas mais graves da doença e óbitos", alerta o ministério.

De acordo com a pasta, assim que surgem os primeiros sintomas, o paciente deve procurar as unidades de sa√ļde para avaliação médica e tratamento dispon√≠vel no Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). O ministério informa que tem promovido ações recorrentes de capacitação direcionadas às vigilâncias estaduais e municipais, envolvendo profissionais da vigilância e da atenção à sa√ļde.

Em nota, a pasta informa que est√° sendo usado um medicamento antimicrobiano para tratar a febre maculosa e que todas as unidades federativas estão abastecidas com os remédios priorit√°rios para o tratar a doença, incluindo São Paulo. A nota diz ainda que dispõe de estoque estratégico para envio de novas remessas aos estados que precisarem.

Campinas

Sobre o surto de febre maculosa em Campinas, interior de São Paulo, o ministério diz que mantém contato com o estado para acompanhamento das ações de vigilância e assist√™ncia. Segundo a pasta, o munic√≠pio é √°rea end√™mica, e o per√≠odo sazonal para a doença vai de maio a setembro.

Para √°reas consideradas de risco, o ministério recomenda o uso de roupas que cubram todo o corpo, priorizando calças, blusas ou camisetas com mangas compridas e sapatos fechados. Além disso, são indicadas roupas de cores claras para que os carrapatos sejam vistos com mais facilidade pelo corpo.

"Examine o corpo com frequ√™ncia -- quanto mais r√°pido os carrapatos forem retirados, menores as chances de infecções. Caso um animal esteja infestado por carrapatos, procure orientação de um médico veterin√°rio", diz a nota.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Campos Informa

© 2024 Campos Informa - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Campos Informa