Esportes Violência no Futebol

Após agressão à assistente, técnico Campista é suspenso preventivamente pelo TJD-ES

Ex-treinador da Desportiva está suspenso por um mês, mas pode pegar um gancho de pelo menos 180 dias

Por Redação

11/04/2022 às 15:05:33 - Atualizado há
Foto: Divulgação

O agora ex-técnico da Desportiva Ferroviária, Rafael Soriano, está suspenso preventivamente pelo Tribunal de Justiça de Desportiva do Espírito Santo por 30 dias. O pedido, realizado pela Procuradoria Geral, foi deferido no fim da noite deste domingo, horas após o treinador agredir a árbitra assistente Marcielly Netto, no intervalo da partida contra o Nova Venécia, pelas quartas de final do Campeonato Capixaba 2022. (Veja aqui)

Na solicitação, a procuradoria anexou as imagens da transmissão da partida, realizada pela TV Educativa (assista), que mostra Soriano dando uma cabeçada na auxiliar, durante uma confusão. Marcielly revelou aos policiais militares que faziam a segurança do jogo, que realmente houve a agressão.

De posse do vídeo, o presidente do TJD-ES, Eduardo Xibles Salles Ramos, decidiu acatar o pedido da procuradoria, baseado no Art. 35 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva que diz:

Poderá haver suspensão preventiva quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique, ou em hipóteses de excepcional e fundamentada necessidade, desde que requerida pela Procuradoria, mediante despacho fundamentado do Presidente do Tribunal (STJD ou TJD), ou quando expressamente determinado por lei ou por este Código. § 1º O prazo da suspensão preventiva, limitado a trinta dias, deverá ser compensado no caso de punição.

O técnico Rafael Soriano, que foi demitido da Desportiva Ferroviária, será julgado pelo TJE-ES e pode pegar uma suspensão de pelo menos 180 dias, de acordo com o Parágrafo 3º do Art. 254-A do CBJD.


Comunicar erro
Campos Informa

© 2024 Campos Informa - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Campos Informa